DIP (Domingo da Igreja Perseguida)

O que é?

O DIP, Domingo da Igreja Perseguida, foi criado há 21 anos pelo Irmão André, fundador da Portas Abertas, e tem o intuito de levar as igrejas ao redor do mundo a se envolverem e passarem momentos dedicados à lembrança da Igreja Perseguida, unidas, como parte do Corpo de Cristo.

cristao-perseguido

O Domingo da Igreja Perseguida, conhecido como DIP, é um dia em que as igrejas separam seus cultos, ou parte deles, para falar da causa dos cristãos perseguidos. É uma mobilização em massa das igrejas brasileiras e também de outros países, que promovem o evento para que os membros de sua comunidade saibam mais sobre a realidade da perseguição, orem e se engajem, não só neste dia, mas na causa da Igreja Perseguida.

O DIP é patrocinado pela Portas Abertas e os organizadores são voluntários. O evento dá a oportunidade para que os cristãos brasileiros conheçam e vivenciem a realidade de milhares de irmãos. Este dia, entretanto, não é apenas mais um evento para sua igreja. É uma oportunidade para divulgar e relatar os testemunhos e experiências de pessoas que nos ensinam a cada dia como ser um cristão perseverante e cheio de fé.

A data varia de ano para ano, pois é marcada para o domingo seguinte ao de Pentecostes. Esse critério foi adotado porque no relato bíblico de Atos 4, o início da perseguição aos cristãos acontece logo após a descida do Espírito Santo, com a prisão de Pedro e João. Simbolicamente, pode-se dizer que essa foi a “fundação” da Igreja Perseguida.

 

DIP - Perguntas frequentes

O DIP é considerado mais um evento?

Não. O DIP não é considerado mais um evento. Usamos este termo, mas o intuito do DIP é muito maior do que apenas passar um filme na igreja, por exemplo. O objetivo é despertar a Igreja brasileira para a realidade da perseguição e intolerância religiosas que acontecem ao redor do mundo e atingem cerca de 100 milhões dos nossos irmãos. Por isso, contamos com pessoas sérias e engajadas. Pessoas com coração voltado à lembrança da parte do Corpo de Cristo que tem sofrido por escolher servi-lo.

 

Como faço para cadastrar minha igreja no DIP?

Acesse a página http://www.domingodaigrejaperseguida.org.br/cadastre-se/cadastro e preencha o formulário com todos os dados solicitados. Atente para que todas as informações estejam preenchidas corretamente, pois dessa forma, poderemos manter contato com você. Caso os dados estejam incorretos, isso ocasionará complicações para o envio do kit e, futuramente, do brinde ao organizador que devolver as fichas no prazo estabelecido.

 

Até quando poderei inscrever minha igreja para o DIP?

Você poderá se inscrever a qualquer momento até a data do evento. O DIP é realizado uma vez por ano e a data escolhida pela Missão Portas Abertas deve ser seguida por todas as igrejas cadastradas. Para saber quando será o próximo DIP, acesse o site da Missão Portas Abertas.

 

O que vem no kit DIP 2011?

O kit DIP 2011 é composto por:

  • teasers no formato A4;
  • Carta no formato A4;
  • Cartaz de divulgação;
  • Boleto para doação;
  • Revista Portas Abertas;
  • Campanha de oração;
  • Ficha de prospecção;
  • Formulário do organizador;
  • Envelope-resposta;
  • 2 crachás 

Posso receber alguém da Missão Portas Abertas para realizar o DIP em minha igreja ou falar em um culto neste dia?

Geralmente, todos os colaboradores da Missão Portas Abertas realizam o DIP em suas igrejas, por isso é difícil ter alguém disponível para realizá-lo em outra comunidade. Em outras ocasiões, entretanto, temos pessoas habilitadas a visitar sua congregação e falar em nome da Igreja Perseguida. Ligue para (11) 5181.3330 para solicitar uma visita.

 

Preciso cadastrar minha igreja novamente mesmo eu tendo realizado o DIP em anos anteriores?

Sim. Os cadastros feitos em anos anteriores não são válidos para o DIP 2011, portanto, é necessário inscrever sua igreja novamente e preencher todos os campos do cadastro corretamente.

 
(Fonte: site do DIP: www.domingodaigrejaperseguida.org.br)

DIP - Oração

Quando encontramos nossos irmãos que enfrentam perseguição por conta de sua fé em Cristo e perguntamos o que eles mais precisam, a resposta é sempre “ore por nós”.

circulo-ore

 

Diante disso, não podemos nos omitir. O mínimo que podemos fazer por eles é interceder e apresentar a vida deles a Deus para que tenham força e continuem perseverando.

 

Clique aqui para fazer o download da campanha de oração

Campanha de 50 dias de oração pelos países do Oriente Médio

O mundo acompanhou no inicio de 2011 vários conflitos que levaram presidentes de nações como a Tunísia e o Egito a deixarem os cargos que ocupavam há décadas. Países como Iêmen, Jordânia, Líbia e outros do Oriente Médio também enfrentaram protestos contra seus governantes, o que obrigou alguns deles a mudar cargos e gabinetes.

Nessas nações existem milhares de cristãos que, além de enfrentar problemas sociais como a miséria, enfrentam questões muito mais complicadas pelo simples fato de serem cristãos. A sociedade, o governo e os familiares os perseguem e rejeitam sua opção religiosa, principalmente quando eles deixam o islamismo para se tornarem cristãos. Em alguns países, essa escolha é considerada crime passível de morte. Mesmo assim, muitos estão se convertendo e experimentando uma vida com Cristo.

Para que esses nossos irmãos não desanimem, eles precisam de nossa intercessão. Dessa forma, a campanha de oração após o DIP será voltada especificamente aos países do Oriente Médio que vêm enfrentando dificuldades. Precisamos orar para que as mudanças favoreçam a liberdade religiosa, pois dependendo de quem governar países como o Egito, as minorias podem ter seus já limitados direitos completamente violados. Vamos nos unir em oração nesse momento importante para a História da humanidade e para o Corpo de Cristo.

DIP - Doação

Como a data do DIP varia a cada ano, ela pode cair no começo, meio ou final do mês. Por conta disso, muitas pessoas lamentam não poder contribuir. Ano passado, uma organizadora teve a ideia de arrecadar doações quatro meses antes do evento. Dessa forma, ela conseguiu uma boa quantia para ser doada aos projetos que sustentam nossos irmãos da Igreja Perseguida.

Por isso, A Missão Portas Abertas disponibiliza um espaço para que os interessados possam doar quando e quanto puder até a data do evento. Nossos irmãos em muitos países dependem de nossa contribuição para permanecer firmes e não desistir da fé, já que muitos são assediados financeiramente por pessoas de outras religiões que têm o intuito de convertê-los.

As doações podem ser de qualquer valor e são efetuadas por meio do Pagseguro, em ambiente protegido.

Acesse a página do DIP para mais detalhes: www.domingodaigrejaperseguida.org.br

 

AGRADECIMENTOS

 

(Foto: à esquerda para a direita: pastora Rosinha, pastor Flávio Neres, Eduardo Paixão e Ester Paixão)

"Por causa da opressão dos pobres e do gemido dos necessitados, eu me levantarei agora, diz o Senhor; e porei a salvo a quem isso suspira." (Salmo 12:5)

É sempre um imenso prazer e muito gratificante participar ativamente do DIP. Já estamos realizando há 3 anos consecutivos e a cada ano tem sido mais especial. Este ano foi um marco em nossas vidas como congregação e principalmente como Correspondentes. Deus falou muito ao nosso coração e nos deu novas promessas e direção. Tornar a causa de nossos irmãos conhecida é nossa responsabilidade, e reconhecemos que assim temos excercido bem nosso chamado. Deus nos presenteou com uma canção de minha autoria que denominei-a de "Conheça'' e demonstra justamente a realidade da Igreja Perseguida, e como devemos assumir o chamado de divulgar esta causa. Nosso anseio é tão logo poder gravá-la e doá-la à Missão para que a utilizem da maneira que desejarem em prol de levantar fundos e ajudar ainda mais nossos irmãos. Louvamos a Deus por um dia ter nos apresentado a Igreja Perseguida, pois ela nos inspira a levantarmos a nossa voz em oração, na certeza de que Deus ouvirá nosso clamor. Nós que somos uma igreja livre podemos ser tocados a fazer muito mais e refletir que as "leves e momentânias" tribulações que muitas vezes passamos em nossa nação, nada se comparam a de nossos irmãos. Muitos de nós aqui, sofrem algum tipo de perseguição em seus trabalhos, enquanto nossos irmãos perseguidos chegam a perdê-lo. Nós sentimos a indiferença de alguns familiares pelo fato de um dia termos "mudado de religião" quando nossos irmãos ex-mulçumanos quase sempre são condenados e levados à morte por parte da própria família. Muitos pais não dão tanta atenção e carinho aos seus filhos, enquanto isso na Colômbia filhos de cristãos são forçados a se separarem de seus pais ainda tão pequenos, quando gostariam de desfrutar de suas presenças e amor. A verdade, é que nem podemos imaginar o grau de opressão que nossos irmãos sofrem nesses países, mas podemos fazer nossa parte, orando, divulgando, doando, se envolvendo. Cremos e esperamos em um Deus que não desampara os seus, que em todas as coisas tem seu propósito. Como diz o versículo acima, Ele vê a opressão e o gemido da Igreja Perseguida e por causa desses, e Ele mesmo se levantará. Podemos confiar que muitos testemunhos ainda irão surgir para alegrar, e fortalecer a fé não só de nossos irmãos, mas a nossa também.
 
 
Gostaríamos de agradecer primeiramente ao Senhor, por ter nos chamado, depois ao nosso amado partor Flávio e pastora Rosinha que nos apoiaram em tudo e também a toda Igreja Evangélica Sem Fronteiras que abraçou esta causa com tanto amor e carinho.
 
 
 
Com paixão pelas vidas e pela Igreja Perseguida,
 
Ester Paixão e Eduardo Paixão
Líderes de Evangelismo e Missoes da IESF e Correspondentes Locais da Missão Portas Abertas em Pacatuba-CE
Fone: 85 8746-8185